Blog de Email Marketing

Mercado

Dissecando o Outlook.com para o Email Marketing

Juliana Padron Por Juliana Padron em 08.05.2013

Na última sexta-feira, Dick Craddock da Microsoft anunciou, no Blog do Outlook, a conclusão da migração de todos os usuários do Hotmail para o novo Outlook.com. São 400 milhões de contas ativas, sendo 150 petabytes de emails que foram migrados em seis semanas.

O Outlook.com veio com o compromisso de combater spam e phishing e manter limpa e organizada a caixa de entrada de seus usuários, e isso inclui também uma varredura nas newsletters e notificações de redes sociais.

A própria Microsoft declarou, nesse mesmo Blog do Outlook, em 2012, que 50% das mensagens em uma típica caixa de entrada são newsletters e 20% são atualizações de redes sociais. Tendo isso em mente, o Outlook.com foi desenhado para permitir aos usuários uma melhor organização das mensagens de modo que se alcance o email desejado em poucos cliques, mesmo que ele seja antigo.

As críticas dos usuários ao novo Outlook.com são majoritariamente positivas e veículos especialistas em TI já disseram que ele é o webmail do futuro. Em reviews e comentários de blogs do setor, há pessoas comentando a migração de suas contas do Gmail para o Outlook.com.

Ao que tudo indica, a tendência é que o Outlook.com ganhe novos adeptos com velocidade muito maior do que o falecido Hotmail e até mesmo que seus concorrentes.

Agora que o Outlook.com está plenamente estabelecido, fizemos um levantamento de suas novas características que podem ter algum impacto sobre as ações de Email Marketing.

Opt-out na interface

No mesmo menu que se usa para responder uma mensagem, é possível também fazer opt-out de seu remetente, caso seus emails usem o padrão list-unsubscribe.

Opt-out Outlook.com

Se o email não usar o padrão list-unsubscribe, em vez do opt-out na interface do Outlook.com, haverá a opção de bloquear o remetente, para que o destinatário não receba mais mensagens dele.

Bloquear remetente no Outlook.com

Como é possível perceber nas imagens, além de poder fazer opt-out ou bloquear o remetente a partir da interface do webmail, o usuário também pode optar por apagar todas as mensagens já recebidas daquele remetente.

O que isso significa para o Email Marketing?

As pessoas que enviam emails em massa a partir de seus próprios programas de email, sem usar uma plataforma de envios adequada, tendem a ser bloqueadas pelos usuários do Outlook porque não oferecem um método automático de opt-out.

Mesmo grandes empresas, que usam sistemas internos de Intranets não configurados adequadamente para o envio de Email Marketing podem sofrer com isso.

Identificação de Remetentes Confiáveis

Os usuários do Outlook.com podem configurar seus remetentes confiáveis e os bloqueados. Mensagens recebidas de um remetente confiável não serão enviadas para o lixo eletrônico.

O usuário pode especificar um endereço de email confiável ou um domínio confiável. Nesse caso, todos os emails desse domínio serão confiáveis.

Remetentes confiáveis no Outlook.com

Algumas mensagens chegam à caixa de entrada do Outlook.com com um ícone verde indicando que o remetente é confiável. Essa indicação deveria funcionar com instituições que sofrem com o uso indevido de suas marcas para práticas fraudulentas, como phishing enviado em nome de bancos, por exemplo.

Diferente do recurso que descrevemos anteriormente, que permite que o próprio usuário configure quem são seus remetentes confiáveis, para receber esse ícone o remetente precisa ter uma combinação de autenticação (SPF ou Sender ID e DKIM) com boa reputação.

Até o momento da publicação deste artigo, apenas os emails da Microsoft foram recebidos com esse ícone, e mesmo as mensagens que testamos com SPF e DKIM configurados não receberam essa classificação.

Remetentes confiáveis no Outlook.com
Remetente confiável no Outlook.com

O que isso significa para o Email Marketing?

Diferente dos outros webmails, o Outlook.com pretende expor, explicitamente, ao usuário quem são os remetentes confiáveis, ou seja, os remetentes que têm um compromisso com a comunicação por email de qualidade, que adotam procedimentos de autenticação como o SPF, SenderID e DKIM.

Em outros webmails, o usuário não percebe quem é um remetente “certificado” e quem não é. Essa “categorização” dos remetentes importantes acontece no Gmail com a Priority Inbox e nas atualizações mais recentes das aplicações de email da Apple, com o VIP. Tanto o Priority Inbox quanto o VIP exibem primeiro as mensagens dos remetentes considerados mais importantes, aqueles com cujas mensagens o usuário mais interage.

No Outlook.com, a ideia é deixar transparecer ao usuário os remetentes legítimos por meio do ícone ao lado do nome do remetente demonstrando segurança, especialmente quando se trata de comunicações de bancos e empresas de software.

Múltiplas contas de email

É possível usar o Outlook.com como o programa de email padrão, independente de ter uma conta @outlook.com ou @hotmail.com. O usuário pode configurar diferentes contas de email para serem recebidas dentro do Outlook.com, como emails do Gmail e Yahoo!, por exemplo.

O que isso significa para o Email Marketing?

Mesmo não tendo no mailing usuários com email @Outlook.com ou @Hotmail.com, contatos que têm endereços de outros webmails podem estar utilizando o Outlook.com para receber suas mensagens, daí a importância da plataforma de envios fornecer o relatório do programa de email utilizado pelo contato para abrir a mensagem.

Agendamento de limpeza automática

Para manter organizada e limpa a caixa de emails, os usuários podem determinar a periodicidade de remoção das mensagens de certos remetentes.

Por padrão, os usuários do Outlook podem configurar a limpeza automática das mensagens de certos remetentes para que seja mantida em sua caixa de entrada apenas a última mensagem recebida e que sejam excluídas as mensagens com mais 3, 10 (padrão), 30 ou 60 dias.

Agendamento de limpeza automática no Outlook.com

O que isso significa para o Email Marketing?

Os remetentes precisam se comprometer mais com a qualidade do relacionamento que têm com seus destinatários.

Os usuários do Outlook.com que configurarem a limpeza automática de suas mensagens, dependendo do intervalo de dias que a limpeza ocorrer, poderão ter excluídas mensagens que nem foram visualizadas ainda e, portanto, foram removidas sem que houvesse interação alguma.

Isso é prejudicial para a reputação do remetente porque denota aos servidores de email que este destinatário é inativo, assim como muitos que podem estar em situação semelhante.

Composição de mensagens em HTML

É como se a Microsoft trouxesse das cinzas a aba “Origem” que existia na composição de mensagens do Outlook Express, que permitia colar código HTML para enviar uma mensagem formatada.

Ao compor uma nova mensagem no Outlook.com, é possível selecionar a opção de compor a mensagem em HTML. O editor de mensagens se transforma em um espaço para receber código HTML, mas sem um botão de preview para visualizar o layout do código.

Composição de mensagens em HTML no Outlook.com

O que isso significa para o Email Marketing?

Aqueles que querem enviar Email Marketing aos seus contatos com o menor custo possível não devem deixar que seus olhos brilhem com essa possibilidade de enviar mensagens em HTML pelo Outlook.com.

Pelos testes que fizemos com nossos templates, enviando-os a partir do Outlook.com, no momento do envio muitas formatações são perdidas, muitas quebras de linha são acrescentadas ao código e o template chega desconfigurado ao seu destino.

Além disso, convém lembrar que não é adequado usar um programa de email do dia-a-dia para enviar Email Marketing por todas as questões de reputação de remetente que tanto falamos por aqui. Insistir nessa prática significa que um dia – que não tardará a chegar – não será mais possível entregar um email sequer na caixa de spam.

Fechando o cerco

As práticas adotadas pela Microsoft para construir o Outlook.com tendem a ser adotadas por outros programas de email ao longo do tempo. Primeiro, por uma questão de competitividade, já que muitos usuários têm migrado suas contas de outros webmails para o Outlook.com e, segundo, para intensificar a luta contra spam e phishing, permitindo que os usuários tenham uma caixa de emails cada vez mais limpa e organizada.

Portanto, muitos remetentes de Email Marketing precisam rever suas estratégias de comunicação – especialmente aqueles que fazem envios diários, que tendem a ter menos interação – para não terem sua reputação prejudicada.

  • Não sou contra as regras anti spam impostas pela Microsoft, mas confesso que temos dificuldades em entregar nossas campanhas para destinatário @hotmail.com e outlook.com mesmo seguindo a risca as determinações, porém como usuário não entendo porque ainda recebo tanto spam e phishing!

Assine Nossa Newsletter


Por favor informe um endereço de email válido.

Acompanhe Nossas Publicações