Blog de Email Marketing

Mercado

Previsão de melhorias para o email marketing no Outlook

Juliana Padron Por Juliana Padron

Essa semana, durante o seu evento de palestras sobre design e programação de emails em HTML, a Litmus – proprietária de uma aplicação para testes de preview de templates de email marketing em programas de email – anunciou uma parceria inédita com a Microsoft para tornar melhor a exibição de email marketing no Outlook.

Parceria Litmus-Microsoft para tornar o Outlook melhor para email marketing

Na verdade, a própria Litmus não vai fazer muita coisa, pois quem vai contribuir com sugestões para “consertar” o Outlook são os email designers. Sim, essas pobres criaturas que convivem diariamente com a agonia que é programar HTMLs que funcionem para o email marketing no Outlook.

Todos poderão enviar um email à Litmus com sugestões de consertos e melhorias para o Outlook. Essas sugestões serão transmitidas à Microsoft, já que a parceria estabelece uma linha direta de comunicação entre eles.

Já vimos essa história antes…

A atitude seria mais louvável se a Microsoft não estivesse sete anos atrasada para ouvir a comunidade de designers que já pede melhorias do email marketing no Outlook desde 2009. Nessa época, houve a primeira tentativa de aproximação com a Microsoft, feita pelo Campaign Monitor, em sua campanha FixOutlook.com – que também apresentamos por aqui.

Na ocasião, milhares de email designers manifestaram-se publicamente sobre os problemas de renderização de email marketing no Outlook oriundos do fato de seu rendering engine ser o mesmo do MS Word. Mas acabou que a Microsoft enviou uma carta-resposta ao Campaign Monitor dizendo que ela (Microsoft) estava bem satisfeita com o rendering engine do Outlook e que não pretendiam mudá-lo tão cedo.

Curioso é que essa carta, chamada The Power of Word in Outlook (O Poder do Word no Outlook), foi publicada no blog MSDN, na época, mas hoje, a página está indisponível, como é possível conferir acessando o link.

Meses depois da campanha FixOutlook ser lançada, a Microsoft tentou provar estar ouvindo as reivindicações e lançou o website makeofficebetter.com para colher feedbacks gerais sobre o MS Office. As pessoas votaram tanto no item “Melhorar o suporte a HTML do Outlook” que o colocaram em primeiro lugar no ranking das features sugeridas. Esse site também não está mais disponível.

Microsoft, por favor, amenize nossos problemas de fazer funcionar email marketing no Outlook
Fonte: Campaign Monitor

Uma esperança de futuro melhor para o email marketing no Outlook

Agora, no evento da Litmus, Caitlin Hart, Program Manager da Microsoft e membro da equipe de desenvolvimento do Outlook, afirmou que eles querem que “as pessoas amem seus emails, e um modo de fazer isso é tornando melhor a exibição deles no Outlook”. E ainda, que “descobriram agora toda uma email community que poderia ajudá-los neste processo”.

Bem, essa email community existe há muitos anos e já tentou uma aproximação com a Microsoft antes, justamente para ajudar a tornar o Outlook melhor, mas parece que as sugestões foram deixadas de lado.

Talvez agora, com tantos novos aplicativos de email surgindo – especialmente mobile – a Microsoft tenha interesse em fazer produtos melhores, mas acredito que o problema de renderização das versões 2007, 2010, 2013 e 2016 vai continuar.

Considerando-se o fato do Outlook ser um programa de email de uso mais corporativo do que pessoal, uma aposta é que, em 2020, ainda estaremos programando HTMLs para email marketing no Outlook 2007. Isso, dada a velocidade com que as empresas atualizam seus sistemas e ao fato de ser muito provável que a Microsoft não publique service packs com atualizações que corrijam seus problemas.

Fazer produtos melhores e ouvir os consumidores é o trabalho do dia-a-dia de toda empresa. Talvez por isso, o Outlook 2016 tenha saído um pouco melhor do que suas versões anteriores, porque sua capacidade de renderização é ligeiramente superior a elas.

Oremos…

Como o Outlook 2016 já é uma versão (pouco) melhorada das anteriores, nada mais justo do que a próxima versão ser ainda melhor do que esta. Quer dizer, vamos torcer para que a Microsoft tenha aprendido essa lição, relembrando que lá pelo início dos anos 2000 resolveu substituir o rendering engine do Outlook – que era o mesmo do Internet Explorer – pelo do MS Word, causando um retrocesso no modo de desenvolver e exibir email marketing no Outlook.

Vamos torcer também para que a parceria Litmus/Microsoft não fique perdida no tempo e seja esquecida na próxima troca de VPs ou Heads ou Managers da equipe responsável pelo Outlook, deixando esfriar essa iniciativa da mesma forma como esfriou anos atrás depois que o barulho do FixOutlook acalmou. Assim como em 2009, toda a comunidade de email designers está em polvorosa com a novidade, mas esperamos não nos decepcionar novamente.

Assine Nossa Newsletter



Por favor informe um endereço de email válido.

Acompanhe Nossas Publicações