Blog de Email Marketing

Mercado

Retrospectiva 2013 de Email Marketing

Juliana Padron Por Juliana Padron em 18.12.2013

Se eu pudesse pedir presentes para o Papai Noel, eu pediria dois: 1) que os sistemas online do Governo funcionassem em qualquer browser do Mac OS e 2) que o render engine de todas as versões do MS Outlook fosse baseado em webkit.

Nem tudo é perfeito, mas aos poucos e, ao mesmo tempo, mais rápido do que imaginamos, as coisas estão evoluindo e melhorando para o email marketing. Este ano, tivemos muitas novidades no segmento, boas e outras não tão boas assim.

Acompanhando a notícia de que o Brasil está em primeiro lugar no ranking mundial de envio de spam, por exemplo, vimos muitas iniciativas de provedores e programas de email que pretendem contribuir para a melhora da qualidade nas comunicações comerciais por email. Vamos a elas:

Lançamento do Outlook.com e extinção do Hotmail

Nessa transição, algumas mudanças ocorreram tanto para remetentes quanto para designers de email marketing. Falamos melhor sobre elas neste artigo.

Metadados passam a ser suportados pelo Gmail, em templates de email marketing

Para nós, que amamos templates, essa foi a notícia mais importante do ano. Os templates de email marketing agora poderão contar com pequenas áreas de interação que tornam mais ricas algumas mensagens transacionais, como confirmação de cadastro, de presença em evento, review de produtos e outras.

Acompanhando o Outlook.com, o Gmail passa a organizar as mensagens em abas

Em muitas contas do Gmail, as mensagens de email marketing passaram a ser entregues nas abas de Promoções ou Atualizações, em vez de na caixa de entrada principal. Alguns remetentes de email marketing relataram uma queda no número de visualizações de suas campanhas devido ao fato dos emails não ficarem mais tão evidentes ao usuário quando são entregues.

Gmail não bloqueia mais as imagens dos emails em HTML

Aparentemente, a notícia é muito boa: um programa de email a menos como obstáculo para a exibição do template como deve ser. Porém, essa implementação foi feita de uma forma que pode alterar os relatórios de visualização, programas de email utilizados e geolocalização.

Outlook.com deixa de suportar margem em templates de email marketing

Muitos templates, especialmente aqueles que usam parágrafos formatados com margem para definir o espaço entre um e outro, precisaram ser adaptados para essa nova realidade. Em trechos com textos do HTML, melhor do que usar parágrafos é usar células de tabelas formatadas com padding para definir os espaçamentos superior e inferior entre os blocos de texto.

Lançamento de novas aplicações de email focadas em inbox zero.

O principal lançamento de inbox zero de 2013 foi o programa de email Mailbox, para iOS, com foco na organização dos emails em arquivos. A princípio, o Mailbox pode ser usado com até 10 contas de email do Gmail, Google Apps, iCloud e Yahoo, com a promessa de suportar outras contas e outras plataformas mobile conforme o negócio crescer. Houve também o lançamento do Mailstrom, que suporta contas do Google e Outlook.com

Lançamento do iOS7 e atualizações para Windows 8 impulsionam a tendência do flat design.

Muitos sites passaram por um extreme makeover este ano para adotar a tendência do flat design, inclusive o Google. Já falamos por aqui sobre o quão interessante é o flat design para templates de email marketing, com suas cores chapadas, vibrantes e visual limpo.

iG muda seu sistema de emails para Roundcube

Desde 2007, o iG usava o Gmail como seu painel de emails. Este ano, a interface mudou para o Roundcube e, para apresentar melhor a novidade aos seus usuários, o iG criou uma tour virtual. Essa mudança afeta a renderização dos templates de email marketing, já que inclui um novo programa de email no circuito de testes.

Andamento do Projeto de lei 2186 de 2003.

Em setembro, o Projeto de Lei 2186, de 2003, foi encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania. Mais um passinho adiante na luta para a criminalização do spam no Brasil.

Publicação de estudo da TrendMicro coloca o Brasil em primeiro lugar no ranking mundial de spam.

O estudo apontou o Brasil como responsável pelo envio de 37% do total mundial de mensagens não solicitadas.

Assine Nossa Newsletter


Por favor informe um endereço de email válido.

Acompanhe Nossas Publicações