Blog de Email Marketing

Templates

Como avaliar a qualidade do template de email marketing?

Juliana Padron Por Juliana Padron em 27.07.2009

Para disparar os envios e ter a certeza da visualização exata daquilo que foi programado, alguns testes devem ser realizados antes da ação. Só assim é possível antecipar problemas, reparar erros e otimizar a entrega. Então, vejamos algumas sugestões:

Teste antispam

O teste antispam avalia todo o código HTML em busca de características comuns a spammers e de expressões suspeitas, incluindo a verificação do título da página, textos, links, endereços de imagens e textos alternativos.

Para realizar este trabalho, a ferramenta antispam mais popular é o SpamAssassin, utilizado em muitos servidores web e disponível também para usuários em suas aplicações desktop. Além do SpamAssassin, podemos citar algumas mais específicas, como as utilizadas por Gmail, Hotmail e Yahoo!.

Todas elas têm certas regras em comum, que são baseadas em práticas utilizadas por spammers. É importante evitar o uso de expressões como “crédito”, “clique aqui”, “leia mais”, “especialmente pra você” e outras relacionadas. Além do conteúdo de texto, o teste antispam também verifica o equilíbrio entre textos e imagens, entre textos e código, o contraste entre cores de textos e cores de fundo e até mesmo tentativas de camuflar as expressões suspeitas com espaços extras e caracteres diferenciados.

Visualização com imagens bloqueadas

O bloqueio de imagens é uma característica padrão da grande maioria das aplicações de email. Ela garante segurança aos destinatários contra qualquer conteúdo impróprio e poupa o consumo de banda ao não iniciar o download automático das imagens. Quem pode decidir sobre a exibição das imagens é o próprio destinatário.

Como profissionais de mídias digitais, não temos controle sobre as ações dos usuários e, consequentemente, não podemos esperar que todos optem por exibir as imagens dos emails que recebem. Porém, podemos preparar uma mensagem otimizada para a leitura nesta situação, através do uso de textos no HTML e de textos alternativos para as imagens.

Uma forma prática de testar o layout do email marketing com as imagens bloqueadas é por meio do próprio browser, com extensões específicas para desenvolvedores. O Firefox possui a WebDeveloper, em cuja barra de ferramentas há uma opção para bloquear as imagens da página atual, e o Internet Explorer possui a Developer Toolbar.

É interessante testar a visualização do email marketing com as imagens bloqueadas nos dois navegadores, pois cada um se comporta de uma maneira em relação aos textos alternativos. Enquanto o Firefox aceita as formatações de fonte atribuídas à tag de imagem, o Internet Explorer aceita apenas a cor da fonte, mantendo a família e o tamanho no padrão do navegador – que pode ser alterado pelo usuário.

Teste HTML

A estrutura básica de um documento HTML é formada pelos elementos html, head, title e body. Porém, na primeira linha do código, antes da tag html, é importante inserir uma declaração de DOCTYPE, que define qual o tipo de documento HTML será utilizado. Não é uma tag, e sim, uma instrução para o browser sobre qual versão da linguagem de marcação que o documento utiliza.

Existem dois tipos de documento recomendados para email marketing: HTML 4.01 Transitional e XHTML 1.0 Transitional. Essas duas instruções contêm algumas tags que já são consideradas em desuso pelo W3C em versões mais recentes, mas ainda são necessárias para garantir a correta renderização do conteúdo nos clientes de email. Nem todos suportam os webstandards, então, ainda se faz necessário utilizar tags mais “antigas” em templates de email marketing, como a já conhecida font.

Depois de concluído, é altamente recomendado validar o código HTML do template junto ao W3C para conferir se a sintaxe está correta, se todos os atributos foram inseridos adequadamente e se todas as tags foram fechadas. Um código válido aumenta as chances de entrega da mensagem na caixa de entrada, visto que alguns filtros antispam incluem a validação do código em seus testes.

Teste de preview

É o envio do template para todos os clientes de email conhecidos e mais utilizados para verificar a exibição da mensagem. Cada cliente de email utiliza um mecanismo de renderização diferente, e isso significa que nem todos suportam os mesmos recursos da mesma forma, incluindo CSS e HTML.

Testar a visualização do template nos clientes de email antecipa possíveis erros e itens que precisam ser ajustados, como o alinhamento de objetos dentro das células de uma tabela. Se a célula não tiver o atributo de alinhamento declarado, muitos clientes de email tendem a centralizar seu conteúdo, o que pode prejudicar a leitura.

A cada novo teste com diferentes templates, descobre-se novas particularidades dos clientes de email que devem ser somadas às boas práticas já conhecidas.

Assine Nossa Newsletter


Por favor informe um endereço de email válido.

Acompanhe Nossas Publicações